A moldura “veste” a obra e sempre faz parte da composição do quadro, foto ou item…
Afinal, sempre houveram os diplomas e medalhas emolduradas, mas nos últimos anos os “quadros” de camisas, rolhas e outros objetos tem ganhado muita popularidade e composto um estilo de decoração bem moderna. E o design da moldura complementa o estilo dessa composição, chamando a atenção ou apenas destacando o objeto principal.

As molduras podem ser produzidas de vários materiais, em diversas cores, formatos e tamanhos.
Os materiais mais utilizados normalmente são a madeira e alumínio.
A madeira tem uma tendência mais tradicional, quanto o alumínio tem uma tendência mais moderna.

As molduras de madeira podem ser coloridas ou natural.
O natural dá um toque limpo e rústico, onde esse rústico remete ao tradicional e artesanal.
O alumínio também pode ter um acabamento sem pintura e o metal puro e amostra, remete a modernidade e um estilo mais urbano.

E além da moldura principal, você também terá as opções de variações de vidros , tipo de fundo da moldura e até a utilização de outras molduras internamente para compor frames no contorno do objeto.
Os vidros tem variações de espessura e podem ser cristal e também antirreflexo
Você deve se ater ao fundo e espaçamento entre o objeto e as bordas, podendo utilizar um fundo colorido ou até de vidro.
As molduras vidro/vidro são uma ótima opção para emoldurar camisas esportivas ou gravuras avulsas, onde a “flutuação” do objeto dá um destaque todo especial.
Na foto, vocês podem conferir uma moldura com vidro duplo antirreflexo.

Ao utilizar um fundo colorido é muito comum a utilização do foam board por ser uma placa de espuma sintética rígida e de PH neutro que evita a contaminação da obra. Existem também soluções de fundo em Eucatex e até MDF para a fixação das gravuras.
E a obra pode ter uma margem que pode sofisticar o design da moldura, criando uma transição entre a moldura e o objeto foco.

Essa margem também é muito usada para uma solução de proteção para quadros e gravuras, chamada de paspatur ou passe-partout, que causa um espaçamento entre o vidro e o objeto da obra, evitando que com o tempo haja a aderência da obra ao vidro. Além disso também evita o contato direto da obra a outros materiais da moldura que podem causar manchas ou alterações por acidez dos materiais.

E como citado anteriormente você pode aproveitar a margem para acrescentar outras molduras internamente para dar um destaque a mais a sua obra e compor com a moldura principal, combinando cores e texturas em um design único e inteiramente original.

Essa margem, molduras internas e a profundidade da moldura podem compor um frame único e que trará o destaque que você precisa para a sua obra no seu ambiente.
Molduras com grandes profundidade são muito utilizadas quando a obra terá uma iluminação própria e focada, que gerarão sombras e contrastes a obra.

Esperamos ter ajudado bastante às suas escolhas com esse breve texto
e fique a vontade para procurar a nossa equipe de atendimento

Telefone: (21) 2203-0373
WhatsApp: (21) 97107-9291 e 99937-3145

e também por aqui no nosso website.


https://www.castelodepaiva.com.br

WhatsApp Envie um WhatsApp